Ana Frazão fala sobre o necessário reposicionamento das prognoses econômicas

Em seu novo artigo “​​Por que os economistas erram tanto em suas previsões?”, publicado hoje na coluna semanal do JOTA, nossa sócia Ana Frazão fala sobre o necessário reposicionamento das prognoses econômicas.

“Há um problema de responsabilidade, tanto para quem faz tais previsões como para quem as considera, especialmente quando o destinatário é o governo. Como tais opiniões influenciam o comportamento econômico e políticas públicas em vários aspectos, podem ter efeitos nefastos para a economia, especialmente quando são equivocadamente pessimistas”, diz Ana.

Leia o artigo completo no site: https://lnkd.in/dc5Fi43R

Lorena Hakak é a entrevistada desta semana do podcast Direito e Economia

Lorena Hakak é a entrevistada desta semana do podcast Direito e Economia.

Nossa sócia Ana Frazão conversa com a professora da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Presidente da Sociedade de Economia da Família e do Gênero sobre a importância da Economia da Família e do Gênero, assim como os seus principais eixos e preocupações.

Elas falam sobre a importância do contexto familiar para a tomada da decisão econômica, a questão do gênero no mercado de trabalho, a chamada penalidade da maternidade e a importância da autodeterminação reprodutiva das mulheres em suas vidas econômicas.

A professora Lorena também explica o impacto do Prêmio Nobel de Economia de 2023 ter sido concedido à Claudia Goldin, e aponta as principais contribuições da laureada na área de economia do gênero e do trabalho.

Escute o podcast: https://lnkd.in/dURdA6jD

O último episódio de 2023 do podcast Direito e Economia, traz o convidado Marcelo Medeiros

O último episódio de 2023 do podcast Direito e Economia, traz o convidado Marcelo Medeiros, um dos maiores especialistas em desigualdade no Brasil, e que já foi entrevistado no episódio 6.

Nossa sócia Ana Frazão entrevista o professor, que fala sobre o seu mais recente livro “Os ricos e os pobres. O Brasil e a desigualdade”, lançado recentemente e já é um sucesso de público e de crítica, tendo sido destacado por todos os veículos de imprensa importantes do Brasil.

Marcelo explica por que, para entender a pobreza, é preciso olhar para o topo e por que não faz sentido separar a discussão da pobreza da desigualdade. Nesse sentido, aponta um mapeamento da sociedade brasileira, mostrando que há um verdadeiro abismo entre 90% da população brasileira que congrega os extremamente pobres, os pobres e os que poderiam ser considerados classe média e os 10% mais ricos.

Ao final, propõe que todos nós sempre pensemos em quem perde e quem ganha com as soluções jurídicas e políticas que vêm sendo propostas nas mais diversas searas e em que medida podemos utilizar as ferramentas que ele propõe para soluções mais consentâneas com a redução da desigualdade no Brasil.

Escute agora mesmo: https://lnkd.in/dsRT2Q5Y

Está no ar o novo episódio do podcast Direito e Economia

Está no ar o novo episódio do podcast Direito e Economia!

Nossa sócia Ana Frazão entrevistou Fernanda Estevan, professora de economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV), sobre a economia da educação e suas interfaces com a economia do desenvolvimento e a economia pública. 

Fernanda explica suas visões sobre o desenvolvimento econômico e a importância da educação para o crescimento de um país. Ponto importante da conversa diz respeito ao papel do Estado para assegurar educação de qualidade, pelo menos no que diz respeito ao financiamento. 

A professora também explica as diferenças entre a educação básica e o ensino superior. Outro importante tópico da conversa diz respeito às ações afirmativas, oportunidade em que Fernanda explica a importância desse tipo de iniciativa, bem como as suas limitações.

Escute o podcast: https://open.spotify.com/episode/1W4LM8zNPl4jyOn7CFtima

Ana Frazão entrevista Cezar Santos, no novo episódio do Direito Economia

No mais recente episódio do Direito e Economia, nossa sócia Ana Frazão entrevista Cezar Santos, economista-sênior do Departamento de Pesquisa e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), PhD em Economia pela Universidade da Pennsylvania e professor em diversas instituições.

Na conversa, o professor Cezar explora o seu interesse pelas interseções entre macroeconomia, desenvolvimento econômico, economia do trabalho e economia da família, que têm como fio condutor as suas preocupações com a questão da desigualdade.

Ele fala ainda da pesquisa que fez juntamente com Tiago Cavalcanti, Marco Bonomo, Fernando Chertman, Amanda Fantinatti e Andrew Hannon, onde chegaram à preocupante conclusão de que, no Brasil, indivíduos com menor renda pagam taxas de juros mais elevadas, independentemente da classificação de risco. Outro achado preocupante é que as mulheres também pagam mais juros pelo simples fato de serem mulheres.

 Daí as preocupações de que tais resultados sejam um fator importante para a manutenção da desigualdade econômica no Brasil, abrindo diversas frentes de reflexões jurídicas e impondo a reflexão sobre sobre os critérios para a identificação de discriminações abusivas e ilícitas.

Escute o podcast: https://open.spotify.com/episode/7ED3clP9xJ9Vk8bXRyWX2M

 

No novo episódio do podcast Direito e Economia, nossa sócia Ana Frazão entrevista a pesquisadora Michele Prado

No novo episódio do podcast Direito e Economia, nossa sócia Ana Frazão entrevista a pesquisadora Michele Prado.
Ela faz parte do grupo de pesquisa da Universidade de São Paulo (USP) Monitor do Debate Público no Meio Digital, e é autora dos livros “Tempestade Ideológica – Bolsonarismo: A Alt-Right e o Populismo Iliberal no Brasil” e “Radicalização e Extremismo em nome de Deus, dos Homens e da Liberdade”.
Michele conta sua trajetória até se engajar na luta contra a radicalização no Brasil, e o tema falando sobre a estrutura de formação da radicalização e o papel da internet, comunidades virtuais, desinformação e teorias conspiratórias.

Nossa sócia Ana Frazão entrevista Julia Braga noi podcast Direito e Economia

Nossa sócia Ana Frazão entrevista Julia Braga, professora associada da Faculdade de Economia da UFF e coordenadora de acompanhamento e estudos da conjuntura do Ipea, no novo episódio do podcast Direito e Economia.

Na conversa, Julia aborda o papel fundamental do Estado para gerir a economia e incentivar o investimento privado, a importância da demanda efetiva e de programas de transferência de renda, o alcance das políticas fiscais e os conflitos distributivos subjacentes.

Além disso, a professora analisa os elementos políticos que explicam por que o Brasil não cresce e explica as razões pelas quais a macroeconomia, depois de um período eclipsada, hoje está em voga, suscitando novas perspectivas sobre diversos assuntos importantes, como as políticas industriais e a importância do gasto público para o desenvolvimento econômico.

Escute agora mesmo: https://lnkd.in/d6FqFU2G

Está no ar o podcast Direito e Economia, com nossa sócia Ana Frazão!

Está no ar o podcast Direito e Economia, com nossa sócia Ana Frazão!

Neste episódio, Ana conversa com a professora Renata Narita sobre as preocupações da Economia do Trabalho, a começar pela necessidade de se entender como os mercados de trabalho se diferenciam dos demais mercados e que peculiaridades merecem atenção, especialmente em países em desenvolvimento como o Brasil. 

Renata também aborda as pesquisas empíricas atuais sobre os mercados de trabalho que têm desafiado alguns dos pressupostos da economia mainstream, tais como os de que o aumento do valor do salário mínimo leva ao aumento do desemprego, explorando os estudos que mostram que o aumento do salário mínimo não só não aumenta o desemprego como traz diversos efeitos positivos. 

Ela também entra na discussão concernente aos efeitos do poder de monopsônio ou oligopsônio sobre a fixação de salários, assim como mostra, a partir de um importante artigo de sua autoria, que aumentar os custos da informalidade não causa aumento do desemprego e ainda gera efeitos positivos, como aumento de salários e ganhos de bem estar. A conversa ainda aborda as relações entre mercados de trabalho e desigualdade, efeitos da pandemia sobre os mercados de trabalho e os problemas de gênero.

Escute agora mesmo: https://open.spotify.com/episode/5PdMB7zR3gTSpKoKSi1ftr

Ana Frazão conversou com a professora Brena Fernandes sobre a economia feminista

Nossa sócia Ana Frazão conversou com a professora Brena Fernandes sobre a economia feminista e seus principais desdobramentos, no novo episódio do seu podcast Direito e Economia.

Brena abordou as diferentes vertentes da economia feminista, o mínimo denominador comum entre todas elas e as principais consequências da introdução do gênero como categoria analítica, dentre as quais a de revelar uma relação assimétrica de poder que tem estado relativamente oculta e que, sendo sustentada por instituições sociais e práticas simbólicas arraigadas, suprime a atividade autônoma de mulheres como assalariadas e/ou profissionais ou mesmo enquanto empresárias. 

A professora também explicou como a economia feminista se insere no debate entre ortodoxia e heterodoxia e como os parâmetros mais caros ao conhecimento científico, especialmente o econômico, foram deformados por valorações androcêntricas e sexistas, depreciativas do sexo feminino. 

Escute o podcast: https://open.spotify.com/episode/0rKQVVN53dxGHzMtNj68gB

No novo episódio do podcast, Ana Frazaão entrevista o professor Alexandre Barbosa sobre seu novo livro

Em seu novo episódio do podcast Direito e Economia, nossa sócia Ana Frazão entrevistou o professor Alexandre de Freitas Barbosa sobre o seu novo livro chamado “O Brasil Desenvolvimentista e a trajetória de Rômulo Almeida”. 

A partir da importância da história econômica e do esclarecimento sobre qual é o papel do investigador social, Alexandre explica as principais características do desenvolvimentismo, período que compreende de 1945-1964, destacando, dentre outros aspectos, o quanto as discussões econômicas estavam conectadas às discussões políticas e às tentativas de se construir um projeto de nação. 

Na rica conversa, ele salienta a importância dos bacharéis em direito na estruturação e na aplicação do projeto desenvolvimentista, traçando também diversos paralelos sobre a importância da multidisciplinaridade e dos diálogos entre direito e economia. 

O professor explorou ainda as limitações da ortodoxia econômica, ressaltando a importância da economia política e de diversas questões que, tendo sendo apresentadas pelos desenvolvimentistas no período estudado, ainda estão a merecer maior reflexão.